Notícias

03/04/2019 09:07 g1.globo.com

País já tem 8,1 milhões de microempreendedores formais; veja atividades em alta entre MEIs

Desemprego elevado, aumento do trabalho por conta própria e vantagens como aquisição de CNPJ e direito a benefícios previdenciários impulsionam registro como MEI.

 

O número de microempreendedores individuais (MEIs) no país ultrapassou neste ano a marca de 8 milhões, fechando março com 8.154.678 cadastros, segundo dados do Portal do Empreendedor do governo federal. Nos últimos 5 anos, desde o período pré-recessão, o número de MEIs no país já cresceu mais de 120%. Somente nos 3 primeiros meses do ano, o Brasil ganhou 379 mil novos microempreendedores individuais.

O programa, que em 2019 completa 10 anos, foi lançado para incentivar a formalização de pequenos negócios e de trabalhadores autônomos como vendedores, doceiros, manicures, cabeleireiros e eletricistas, entre outros, a um baixo custo. Mas, com a crise do mercado de trabalho e aumento do trabalho por conta própria, tem se transformado também em opção de ocupação temporária, de "bico" ou do chamado "empreendedorismo por necessidade".

Segundo os números do IBGE, o desemprego atinge atualmente mais de 13 milhões de brasileiros, o que tem contribuído para o aumento do número recorde de trabalhadores por conta própria, categoria que inclui os MEIs. No trimestre encerrado em fevereiro, eram 23,8 milhões de trabalhadores nessa situação.

Crescimento do número de MEIs no Brasil
 

Atividades em alta

Os serviços de entrega rápida estão entre as atividades de MEIs em alta e com a maior expansão no número de registros nos últimos meses, segundo levantamento do Sebrae. Nos últimos 15 meses, foram mais de 36 mil novos cadastros nesta categoria, elevando para 91 mil o número de MEIs que atuam nesta atividade.

As atividades que mais crescem, segundo o Sebrae, são as relacionadas a vendas e marketing direto, serviços de beleza, serviços domésticos, transportes e pequenos reparos.

Veja abaixo as categorias com maior acréscimo de registros de MEIs nos últimos 15 meses:

 

  • Promoção de vendas (+59.538 registros)
  • Cabeleireiros, manicure e pedicure (+43.695 registros)
  • Serviços domésticos (+39.630 registros)
  • Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo (+36.321 registros)
  • Serviços de entrega rápida (+32.660 registros)
  • Obras de alvenaria (+26.838 registros)
  • Atividades de ensino (+23.616 registros)
  • Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (+19.213 registros)
  • Apoio e assistência a paciente no domicílio (+19.071 registros)
  • Transporte rodoviário de carga (+18.025 registros)
  • Fornecimento de alimentos (+11.249 registros)
  • Serviço de táxi (+8.619 registros)

Atualmente, são mais de 500 atividades permitidas para o registro de MEI. Além da atividade principal, o microempreendedor pode registrar até 15 ocupações para atividades secundárias. Os profissionais do setor de beleza, vendedores do ramo de vestuário, pedreiros e pequenas lanchonetes lideram a lista de atividades com o maior número de microempreendedores, segundo o levantamento do Sebrae. 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo