Notícias

29/03/2019 11:30 capricho.abril.com.br

Pílula anticoncepcional masculina é aprovada em mais uma fase de testes

O cenário é promissor para a pílula masculina, que diminui a quantidade de espermas produzida pelo homem.

 

Em 2018, surgiram as primeiras notícias de que uma pílula anticoncepcional masculina estava sendo testada. Os exames estavam se mostrando promissores e, recentemente, mais uma leva de estudos mostrou que o medicamento pode ser uma opção segura para homens que não desejam se tornar pais tão cedo.

O remédio, chamado 11-beta-MNTDC, passou por mais uma fase de testes nos Estados Unidos e se mostrou eficaz na diminuição de espermas em homens saudáveis, ou seja, sem histórico de doenças crônicas, de 30 anos. Os rapazes tomaram a pílula por 28 dias. Entre os efeitos colaterais a curto prazo, apenas dores de cabeça, fadiga e acne.

Uma reclamação muito frequente entre mulheres que tomam pílula é que a libido delas diminui drasticamente. A versão masculina, contudo, não causou diminuição na libido dos homens. O próximo passo é testar o medicamente em rapazes que são sexualmente ativos.

O 11-beta-MNTDC é um irmãozinho do DMAU, outra pílula masculina que está em fase de testes. Se comprovadas a eficácia e segurança de ambos os medicamentos, a previsão de lançamento no mercado é 2029 – e olhe lá.

 

Enquanto algumas mulheres dizem que a pílula anticoncepcional feminina foi um marco para a linha do tempo feminista, já que garantiu a elas o direito de escolha sobre o próprio corpo, outras garantem que o método tem um histórico machista, já que deposita toda a responsabilidade da gravidez em cima da mulher.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo